BDMG Cultural, uma história de apoio e incentivo à cultura mineira

 

Apresentação do Uakti na inauguração do Instituto. 1988. Acervo BDMG.

 

Em 1988, o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais iniciou um dos projetos culturais pioneiros no País. Com a criação de um braço cultural, capaz de investir e incentivar a cultura no Estado, aproximando os mineiros de seus valores e tradições artísticas, o BDMG, na gestão do então presidente Carlos Alberto Teixeira de Oliveira, deu vida ao Instituto Cultural Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais.

Reunião de criação do BDMG Cultural. 1988. Acervo BDMG.

A idealização do Instituto Cultural partiu do ex-presidente do Banco Silviano Cançado Azevedo, que propôs, inicialmente, a construção de um museu do desenvolvimento de Minas Gerais. Porém, junto com Carlos Alberto Teixeira de Oliveira, prevaleceu a necessidade de se estabelecer uma instituição voltada para a valorização da cultura mineira e, no dia 14 de dezembro, com a presença do Coral Lírico da Fundação Clóvis Salgado, ao lado do Grupo Uakti, inaugurou-se o BDMG Cultural. A exposição Guignard – Obras Raras em Coleções Mineiras também fez parte do evento de abertura, que, assim como os shows musicais, revelou a intensa atuação que a Instituição teria nestas áreas. A restauração do Santuário do Caraça, em 1990, foi um dos pontos altos da atuação do BDMG Cultural, não só como fomentador, mas como um Instituto preocupado com a preservação da cultura e do patrimônio de Minas Gerais.

 

Restauração do Santuário do Caraça. 1990. Acervo BDMG.

Assim, deu-se início a uma trajetória de apoio aos valores de Minas e aos artistas mineiros, nos mais diversos nichos relacionados à cultura em Minas Gerais. Ainda no período da sua criação, os projetos do BDMG Cultural começaram a ser planejados e colocados em prática. O Coral BDMG e as exposições na galeria de arte, inaugurada na mesma época da abertura, foram os precursores dos programas que nasceriam ao longo da história do Instituto.

Os apoios culturais também foram somados às ações da Instituição e, até hoje, continuam agregando novos segmentos artísticos que não são contemplados pelos atuais projetos e editais públicos: Mostras BDMG, Jovem Músico BDMG, Jovem Instrumentista BDMG, Prêmio BDMG Instrumental e Prêmio Marco Antônio Araújo – melhor CD autoral e instrumental do ano e Trilha Cultural BDMG que, desde 2005, incentiva os grupos de teatro e de dança de Belo Horizonte a levar aos municípios do interior do Estado a magia dos espetáculos teatrais e os movimentos de talentosos bailarinos. Entre os apoios oferecidos pelo BDMG Cultural que contribuem para a ampliação do mercado cultural e artístico de Minas, podem-se citar lançamentos e publicações de livros de autores mineiros; palestras de escritores, intelectuais, jornalistas, críticos de arte, cineastas e artistas plásticos; apoio a manifestações artísticas, na capital e no interior; e gravação e lançamentos de CDs.

Ao longo desta história, o BDMG Cultural inovou o cenário artístico no Estado e possibilitou a ampliação do mercado cultural mineiro. Essas conquistas contaram com diretores e presidentes que, de 1988 até hoje, fizeram parte da trajetória da Instituição. Participaram do desenvolvimento do Instituto: Silviano Cançado Azevedo, Fernando Oliveira de Sá Andrade, Cyro Siqueira, Mauro Santayana, Marília Albuquerque Salgado e Jota Dangelo. Atualmente, seu presidente é Washington Mello.


> LINKS RELACIONADOS

- Música no BDMG Cultural, uma parceria de sucesso

- Coral BDMG

- Galeria de arte do BDMG Cultural e projeto sociocultural Raio de Luz

- Associação dos Funcionários do BDMG (AFBDMG)

- Entrevista com Tadeu Barreto Guimarães

- Entrevista com José Pedro Rodrigues de Oliveira

- Entrevista com Paulo Eduardo Brant

- Entrevista com Marília de Albuquerque Salgado

09/09/2012 23:54
Texto
BDMG Cultural, UAKTI, Inauguração BDMG Cultural, Cultura

COMENTÁRIOS (0)


Esta postagem ainda não possui comentários.
Conteúdo enviado por:
Postado em:
09/09/2012

MIDIATECA (319)

MINHA REDE (0)

BDMG ainda não possui usuários em sua rede.

Atenção:

*
Informe uma ou mais mídias que seu comentário contém
*
Para o upload de vídeos sugerimos que seus arquivos sejam carregados em canais como youtube ou vimeo e que você cole os códigos embed no campo abaixo. O upload diretamente em nossa ferramenta é permitido para arquivos nos formatos .flv e .mp4, com tamanho até 60 mb, por meio do ícone .  Para inserir fotos utilize o ícone   e para áudios .


  Tags separadas por vírgula.

Ex: história, acervo, economia

 
Clique no icone para anexar documentos como pdfs e planilhas.