Eletrônica, tecnologia da informação e biotecnologia

O BDMG está presente, em Minas Gerais, na consolidação dos setores de eletroeletrônica, tecnologia da informação e biotecnologia, financiando empresas de todos os portes.

Um relevante conglomerado de empresas eletroeletrônicas e de tecnologia da informação (TI) está instalado na Região Metropolitana de Belo Horizonte e no Sul de Minas. Os produtos e serviços cobrem ampla diversificação, como automação industrial, equipamentos e componentes para distribuição de energia em alta e baixa potência, painéis e sistemas de controle, proteção elétrica, câmeras de vídeo e aparelhos de raios X, além de uma série de softwares e sistemas que atendem variada gama de setores da economia.

Um exemplo destacado é o “Vale da Eletrônica”, centrado em Santa Rita do Sapucaí e que abrange outras cidades como Itajubá e Pouso Alegre, onde o BDMG executou um programa específico, entre 1997 e 2000, para a implantação do Centro Empresarial Prefeito Paulo Frederico Toledo. Na região, são quase duas centenas de empresas produzindo milhares de tipos de produtos para telecomunicações, radiodifusão, segurança eletrônica, automação industrial, comercial e predial, eletromedicina e eletroeletrônica automotiva. Há também diversas empresas de tecnologia da informação (TI) – software e hardware – que, em muitos casos, atuam em conjunto com as de eletrônica.

 

A Petcom, com indústria em Santa Rita do Sapucaí, atua na área de telecomunicações com soluções para redes ópticas e segurança eletrônica e recebeu finaciamentos do BDMG em 2011 pela linha Pró-inovação.

 

O BDMG é parceiro e participou da fundação, em 1992, da Sociedade Mineira de Software (Fumsoft), entidade que atua na criação, capacitação e fomento de empreendedores e instituições produtoras de software. Minas Gerais é o terceiro estado que mais emprega profissionais do setor de TI no Brasil, envolvendo cerca de 30 mil pessoas e cinco mil empresas no setor.¹

 

A Takenet é um empresa especializada em geração de conteúdo para telefonia móvel que, através da linha Proptec, do BDMG, estruturou seu escritório no parque tecnológico BHTec.

Já o setor de biotecnologia é composto, principalmente, por micro e pequenas empresas jovens e de estrutura reduzida, situadas próximas de universidades e centros de excelência científica em ciências da vida.

Em Minas Gerais, a Região Metropolitana de Belo Horizonte figura como um dos principais polos de biotecnologia no País, com dezenas de empresas. O Triângulo Mineiro e a Zona da Mata também se destacam nos empreendimentos dedicados às biociências.²

Fontes:

1 – SOFTEX. Software e Serviços de TI: a indústria brasileira em perspectiva.  Campinas: Associação para a Promoção da Excelência do Software Brasileiro, 2012. v. 2.

2 – A INDÚSTRIA DE BIOCIÊNCIAS NACIONAL. [S.L.]: Biominas Brasil; PwC, 2011.

 


 

> LINKS RELACIONADOS:

 

Inovação e sustentabilidade: estratégias do BDMG

Inovação, pesquisa e desenvolvimento

Incubadoras de empresas e parques tecnológicos

Nanotecnologia, novos materiais e o setor aeroespacial

Entrevista com Teodoro Alves Lamounier

Entrevista com Tadeu Barreto Guimarães

Entrevista com Paulo Eduardo Brant

Entrevista com Marilena Chaves

05/09/2012 09:05
Texto
Comunicação, Sustentabilidade, Inovação, biotecnologia, TI

COMENTÁRIOS (0)


Esta postagem ainda não possui comentários.
Conteúdo enviado por:
Postado em:
05/09/2012

MIDIATECA (319)

MINHA REDE (0)

BDMG ainda não possui usuários em sua rede.

Atenção:

*
Informe uma ou mais mídias que seu comentário contém
*
Para o upload de vídeos sugerimos que seus arquivos sejam carregados em canais como youtube ou vimeo e que você cole os códigos embed no campo abaixo. O upload diretamente em nossa ferramenta é permitido para arquivos nos formatos .flv e .mp4, com tamanho até 60 mb, por meio do ícone .  Para inserir fotos utilize o ícone   e para áudios .


  Tags separadas por vírgula.

Ex: história, acervo, economia

 
Clique no icone para anexar documentos como pdfs e planilhas.