Terceiro diagnóstico: Minas Gerais do Século XXI

Durante o ano de 2002, o BDMG realizou um estudo sobre a economia mineira denominado Minas Gerais do Século XXI, quando foi introduzido um volume sobre a situação da Administração Pública Estadual. Nele é destacada a necessidade de um “verdadeiro choque de gestão” (nono volume), expressão logo incorporada como ideia-força nos sucessivos programas de Governo.1 Trata-se do mais abrangente estudo já realizado sobre o Estado, produto do esforço coletivo de diversos especialistas de instituições mineiras e de outros estados.

 

O volume 1Ponto de Partida, apresenta uma visão geral das principais transformações ocorridas na economia mineira ao longo de sua formação econômica. Um dos objetivos do volume 2, Reinterpretando o Espaço Mineiro, é o de mostrar como o espaço geográfico atua sobre o Estado de Minas Gerais. No volume 3Infraestrutura: sustentando o desenvolvimento, o tema é tratado como item estratégico na produção de praticamente todos os bens e serviços de uma economia. O volume 4Transformando o Desenvolvimento na Agropecuária, retrata as modificações estruturais vividas pelo setor em suas atividades mais relevantes. Consolidando Posições na Mineração é o tema do volume 5 e mostra a participação de Minas na atividade mineradora do País. O papel da indústria no desenvolvimento econômico e o processo espacialmente desigual do desenvolvimento são apresentados no volume 6Integrando a Indústria para o Futuro. Já Desenvolvimento Sustentável: apostando no futuro, é o tema do volume 7, apresentado em quatro estudos. A importância do investimento nas Políticas Sociais conforma o volume 8. O volume 9Transformando o Poder Público: a busca da eficácia, tem por objetivo indicar os desafios que se impõem ao Estado e os principais instrumentos para alcançá-los. Finalmente, o volume 10, Uma visão do Novo Desenvolvimento, constitui um volume especial, no qual são apontados os desafios e as diretrizes para as próximas décadas.

Lançamento do estudo "Minas Gerais Séc XXI". Participaram da conferência o então Governandor, Itamar Franco, além de Antônio Barros de Castro, Marilena Chaves, João Camilo Pena. 2003. Acervo BDMG.

 

1 Os Acordos de Resultados de 2ª etapa: alinhando a SEPLAG com a segunda geração do Choque de Gestão em Minas Gerais, de autoria de Renata Vilhena (secretária de Estado de Planejamento e Gestão do Estado de Minas Gerais) e Caio Marini (diretor do Instituto Publix e professor da Fundação Dom Cabral).

 

>> Veja aqui o conteúdo integral do diagnóstico Minas Gerais do Século XXI

 

Leia amanhã sobre outros estudos realizados pelo BDMG e as atuais ações do Departamento de Planejamento do Banco.


LINKS RELACIONADOS:
 

Ponto de partida para o desenvolvimento de Minas

Aparato fundamental para a industrialização do Estado

- Diagnóstico aponta novos rumos para a economia mineira

- Desenvolvimento planejado e integrado

Entrevista com Paulo Eduardo Brant

Entrevista com Clélio Campolina Diniz

Entrevista com João Antônio Fleury Teixeira

Entrevista com José Lana Raposo

Entrevista com José Augusto Trópia Reis

Entrevista com Marilena Chaves 1 e 2
 
Entrevista com Tadeu Barreto Guimarães 1 e 2
 
- Entrevista com Fernando Lage de Melo

 

09/08/2012 09:07
Texto
estudos e diagnósticos, Minas Gerais do Século XXI, Departamento de Planejamento

COMENTÁRIOS (0)


Esta postagem ainda não possui comentários.
Conteúdo enviado por:
Postado em:
08/08/2012

MIDIATECA (319)

MINHA REDE (0)

BDMG ainda não possui usuários em sua rede.

Atenção:

*
Informe uma ou mais mídias que seu comentário contém
*
Para o upload de vídeos sugerimos que seus arquivos sejam carregados em canais como youtube ou vimeo e que você cole os códigos embed no campo abaixo. O upload diretamente em nossa ferramenta é permitido para arquivos nos formatos .flv e .mp4, com tamanho até 60 mb, por meio do ícone .  Para inserir fotos utilize o ícone   e para áudios .


  Tags separadas por vírgula.

Ex: história, acervo, economia

 
Clique no icone para anexar documentos como pdfs e planilhas.